domingo, 2 de outubro de 2016

Outras apurações

Acompanho na tarde deste domingo a apuração das eleições municipais de 2016. Com relativo conforto tenho em mãos os resultados de Oliveira e cidades vizinhas. Poderia acessar também os resultados de qualquer lugar do país.

Lembrei de certa ocasião em que eu acompanhava de perto a apuração no Oliveira Clube. Escrutínio manual. Muita gente atuando no salão nobre do clube. Eu tinha até carteirinha de acesso, assinada pelo Juiz Eleitoral. Lembro que o pai montou uma espécie de circuito fechado de TV. As imagens eram transmitidas para o andar térreo, e acho que também para lojas próximas, onde os eleitores ávidos pelos resultados acompanhavam tudo. Era interminável aquilo. Era mais emocionante também. De tempos em tempos, emitidos os boletins com as parciais, entravam ao vivo o Claret da farmácia, o Sady Mendonça e outros que não lembro, trazendo as notícias. Alguns dias depois tínhamos o resultado.

Naquela ocasião a Gazeta de Minas trouxe uma chamada de capa pitoresca: "Nem Pepita, nem Cláudio, nem Nelson. 'Nem do Beijo' " Benjamim de Castro Filho vencia as eleições de 1992 com "virada histórica" como noticiou aquele semanário, que ainda informa que o resultado oficial foi divulgado na quarta-feira - baita tempo de apuração, se comparada às poucas horas que acompanhamos neste domingo.

Hoje as informações chegam rápido. Os resultados se apresentam na minha tela. Com alguns cliques fui reproduzindo os resultados para os amigos que, como em 1992 andavam ávidos por notícias.
Guardada a distância tecnológica, fizemos a mesma coisa, em outros tempos, com outras ferramentas. 
Deu tempo até de escrever essas linhas sobre.

Bons tempos aqueles. Bons tempos esses.

Sidney de Almeida, 02/10/2016





com reprodução do acervo histórico da Gazeta de Minas



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...